Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente-executivo do HSBC, Stuart Gulliver, durante fórum em Paris, na França 11/07/2017 REUTERS/Gonzalo Fuentes

(reuters_tickers)

PARIS (Reuters) - O presidente-executivo do HSBC, Stuart Gulliver, confirmou nesta terça-feira um possível plano de transferir 1 mil vagas do Reino Unido para Paris no caso de um chamado Brexit "duro", e disse que as recentes reformas do governo francês serão positivas, se implementadas.

"Há cerca de 1 mil postos de trabalho dos 43 mil que empregamos no Reino Unido que serão ilegais para nossas atividades serem executadas fora do Reino Unido, se houver um Brexit duro", afirmou Gulliver durante uma conferência em Paris.

"O pacote de reformas sugerido na semana passada é muito, muito positivo", acrescentou o executivo, referindo-se às reformas econômicas e trabalhistas propostas pelo governo francês.

(Por Leigh Thomas e Maya Nikolaeva)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters