Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BEIRUTE (Reuters) - Cerca de 8 mil pessoas devem deixar a região da fronteira libanesa perto de Arsal rumo a uma área síria dominada por rebeldes, como parte de um cessar-fogo local entre os grupos Hezbollah e Frente Nusra, informou neste domingo uma fonte no Líbano.

O cessar-fogo local entrou em vigor na quinta-feira e envolverá a saída da área em torno de Arsal de todos os militantes da Frente Nusra, juntamente com qualquer civil que desejar partir com eles.

A primeira etapa do cessar-fogo ocorreu neste domingo, quando ambos os lados iniciaram a troca de corpos de militantes mortos em combates. Como parte do acordo, a Frente Nusra deverá libertar cinco prisioneiros do Hezbollah.

A Frente Nusra e o Estado Islâmico ocuparam por anos as montanhas próximas a Arsal, no norte do Líbano, o ponto mais grave de propagação da guerra civil da Síria para o vizinho Líbano.

O xiita Hezbollah recuperou a maior parte da área dominada pela Nusra durante uma ofensiva na semana passada que matou quase 150 militantes sunitas e cerca de 24 membros do Hezbollah.

O Hezbollah, que teve um papel importante na guerra civil síria ao apoiar o presidente Bashar al-Assad, deverá lançar uma ofensiva contra um pequeno enclave do Estado Islâmico perto de Arsal.

(Por Angus McDowall)

Reuters