Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Chanceler alemã, Angela Merkel, durante entrevista coletiva em Riga. 18/08/2014 REUTERS/Ints Kalnins

(reuters_tickers)

KIEV/BERLIM (Reuters) - A chanceler alemã, Angela Merkel, vai realizar reuniões na Ucrânia no sábado com líderes nacionais e locais com o objetivo de incentivar o apoio ao governo de Kiev no confronto contra os rebeldes pró-Rússia, disseram autoridades alemães e ucranianas nesta terça-feira.

Durante a visita, que vai acontecer na véspera do Dia da Independência da Ucrânia, Merkel vai se reunir com o presidente Petro Poroshenko e com o premiê Arseny Yatseniuk, assim como com prefeitos de algumas cidades ucranianas, disse o gabinete da chanceler (primeira-ministra).

"A situação atual na Ucrânia e a relação com a Rússia estarão no centro de todas as conversas", disse o gabinete da chanceler em nota, acrescentando que as discussões também vão incluir "opções concretas para apoiar a Ucrânia na atual crise".

A mais recente série de reuniões de diplomatas em Berlim, no domingo, com a participação de ministros da Rússia, Ucrânia, Alemanha e França, terminou sem aparente progresso em busca de um cessar-fogo entre governo e separatistas.

Os ministros agora estão fazendo consultas com seus governos para decidir se continuam a negociar por telefone.

O conflito de quatro meses no leste da Ucrânia, de fala russa, chegou a uma fase crítica, em que Kiev e o Ocidente aguardam para ver se a Rússia usará suas tropas reunidas ao longo da fronteira para intervir a favor dos rebeldes, que estão cada vez mais sitiados.

(Reportagem de Natalia Zinets, em Kiev, e Stephen Brown, em Berlim)

Reuters