Navigation

Chefe da OMS se diz "muito decepcionado" por China não autorizar entrada de especialistas em coronavírus

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus 05/10/2020 Christopher Black/OMS/Divulgação via REUTERS reuters_tickers
Este conteúdo foi publicado em 05. janeiro 2021 - 23:21

ZURIQUE (Reuters) - O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, está "muito decepcionado" pela China ainda não ter autorizado a entrada no país de uma equipe de especialistas internacionais para analisar as origens do coronavírus.

"Hoje soubemos que as autoridades chinesas ainda não finalizaram as permissões necessárias para a chegada da equipe na China", disse Tedros em entrevista coletiva em Genebra.

"Tenho mantido contato com altas autoridades chinesas e, mais uma vez, deixei claro que a missão é uma prioridade para a OMS", acrescentou ele aos jornalistas.

(Reportagem de John Revill)

Partilhar este artigo