Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

PEQUIM (Reuters) - A China expressou nesta segunda-feira uma "forte insatisfação" com o início de uma investigação dos Estados Unidos sobre o suposto roubo chinês de propriedade intelectual, que Pequim chamou de "irresponsável".

O representante comercial dos EUA anunciou o inquérito formalmente na sexta-feira, uma medida amplamente aguardada desde um pedido feito pelo presidente norte-americano, Donald Trump, no início da semana passada para determinar se uma investigação era necessária.

A investigação é a primeira ação direta do governo dos EUA contra as práticas comerciais chinesas, que a Casa Branca e grupos empresarias norte-americanos dizem estar prejudicando a indústria nacional.

O Ministério do Comércio da China disse em um comunicado que a medida envia o sinal errado ao mundo e que será rejeitada pela comunidade internacional.

"O desdém dos Estados Unidos por regras da Organização Mundial do Comércio (OMC) e o uso da lei interna para iniciar uma investigação comercial contra a China são irresponsáveis, e sua crítica à China não é objetiva", disse um porta-voz do ministério.

"A China expressa uma forte insatisfação com a ação protecionista unilateral dos Estados Unidos. Exortamos o lado norte-americano a respeitar os fatos... respeitar princípios multilaterais e agir prudentemente", disse o funcionário, acrescentando que Pequim irá adotar "todas as medidas apropriadas e defender resolutamente os interesses legais da China".

Ao invés desta ação, os EUA deveriam trabalhar com a China para encontrar um consenso e promover relações saudáveis, disse a pasta.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters