Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, em Moscou 25/05/2017 REUTERS/Maxim Shemetov

(reuters_tickers)

BANGCOC (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, disse nesta segunda-feira que Pequim quer manter a estabilidade no Mar do Sul da China no momento em que busca alianças na região em meio a tensões nas águas disputadas.

Os Estados Unidos criticaram a China por ignorar a lei internacional construindo e militarizando ilhas artificiais no Mar do Sul da China, e com isso minando a estabilidade regional.

Os chineses reivindicam a maior parte do mar rico em recursos energéticos, pelo qual cerca de 5 trilhões de dólares de mercadorias trafegam todos os anos. Os vizinhos Brunei, Malásia, Filipinas, Taiwan e Vietnã também têm reivindicações.

A Tailândia não é um Estado envolvido na disputa e vem mantendo uma postura neutra na questão.

Abordando o tema do Mar do Sul da China, Wang, em visita oficial a Bangcoc, disse aos repórteres que a China gostaria de "manter a estabilidade no Mar do Sul da China, respeitando os termos que foram acordados na Declaração de Conduta e no Código de Conduta no futuro próximo".

Em maio, a China e países do sudeste da Ásia concordaram com o arcabouço de um código de conduta proposto há tempos para a rota marítima em disputa.

(Por Panu Wongcha-um)

Reuters