Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por James Pomfret e Venus Wu

HONG KONG (Reuters) - O presidente chinês, Xi Jinping, saudou neste sábado a nova líder de Hong Kong, com uma dura advertência de que Pequim não irá tolerar qualquer desafio a sua autoridade na cidade, durante a comemoração do 20º aniversário da devolução da ex-colônia da Grã-Bretanha para a China.

A polícia bloqueou as estradas, impedindo que os manifestantes pró-democracia chegassem ao local, junto ao porto, perto de onde o último governador colonial, Chris Patten, devolveu Hong Kong para a China sob uma chuva torrencial em 1997.

Xi disse que Hong Kong deve reprimir os movimentos em direção a "independência de Hong Kong".

"Qualquer tentativa de pôr em perigo a soberania e a segurança da China, desafiar o poder do governo central ... ou usar Hong Kong para realizar atividades de infiltração e sabotagem contra o continente é um ato que atravessa a linha vermelha e é absolutamente inadmissível", disse Xi.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters