Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

ST. ANDREWS, Escócia (Reuters) - A China desconsiderou nesta sábado pressão internacional para que valorize sua moeda, afirmando que os países desenvolvidos deveriam se concentrar na qualidade de suas próprias políticas econômicas.
O ministro chinês de Finanças, Xie Xuren, falando após encontro de colegas de outros países e representantes de bancos centrais do G20 na Escócia, afirmou que os países que detém moedas globais de reserva deveriam trabalhar para manter o valor delas, segundo informou a agência oficial chinesa de notícias Xinhua.
Xie também afirmou que os países deveriam prestar atenção à sustentabilidade de suas políticas fiscais e de crescimento econômico.
O presidente do banco central da China, Zhou Xiaochuan, disse que o Fundo Monetário Internacional precisa aumentar o acompanhamento de políticas econômicas e de mercados financeiros em países desenvolvidos, segundo divulgou a Xinhua.
A informação divulgada pela agência foi a primeira resposta oficial chinesa à reunião do G20, encerrada neste sábado.

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters