Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por John Geddie

CINGAPURA (Reuters) - Um tribunal de Cingapura indiciou neste sábado três suspeitos de envolvimento em roubos de petróleo de grande escala na maior refinaria da Shell, dias após indiciar outras 11 pessoas como parte de uma ampla investigação de autoridades da cidade-Estado.

A subsidiária de Cingapura da Royal Dutch Shell <RDSa.L> contatou pela primeira vez as autoridades em agosto, por conta de roubos na refinaria de Pulau Bukom, ao sul da principal ilha do país.

A polícia apreendeu milhões de dólares em dinheiro e um pequeno navio petroleiro em operações simultâneas em toda a nação, um dos maiores centros de comércio de petróleo do mundo e importante polo de refino.

Nesta semana, Cingapura indiciou 11 homens, incluindo oito funcionários da Shell e dois cidadãos vietnamitas, por roubo após uma operação que prendeu 17 pessoas.

Mas as acusações sobre mais três suspeitos também envolveram a Sentek Marine & Trading Pte, uma das maiores fornecedoras de combustíveis marinhos de Cingapura, e a investigação descobriu que uma das duas embarcações envolvidas no roubo era da empresa.

(Reportagem de John Geddie)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.









swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters