Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BOGOTÁ (Reuters) - A Colômbia enviou uma carta de protesto à Venezuela após afirmar que forças de segurança do país socialista cruzaram a fronteira com a província colombiana de La Guajira durante o fim de semana, disseram duas fontes do governo colombiano na noite de segunda-feira.

As fontes disseram à Reuters que o Ministério de Relações Exteriores da Colômbia entregou a carta à embaixada da Venezuela em Bogotá, embora o governo do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, tenha negado no domingo que tenha ocorrido uma invasão em Paraguachón, no departamento de La Guajira.

O governador de La Guajira criticou a invasão no Twitter durante o fim de semana, dizendo que as forças de segurança cruzaram a fronteira na noite de sábado e roubaram celulares e dinheiro de moradores.

Tensões de longa data entre os países vizinhos se intensificaram desde que o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, se juntou a outros países da região que criticam Maduro e disse que a Venezuela está a caminho de uma ditadura.

A ex-procuradora-geral da Venezuela, que acusou Maduro de envolvimento com corrupção, fugiu para a Colômbia neste mês.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters