Reuters internacional

Por Francois Murphy

VIENA (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores da Áustria assumiu o cargo de líder do principal partido conservador do país neste domingo e pediu por urgentes eleições parlamentares que o chanceler de centro-esquerda, Christian Kern, já admitiu serem inevitáveis.

O partido Social Democrata (SPO) de Kern e o conservador Partido Popular Austríaco (OVP) do ministro Sebastian Kurz são parceiros de coalizão e dominam a política austríaca há décadas, mas estão agora em vias de uma cisão.

Uma eleição antecipada daria ao Partido da Liberdade (FPO), da extrema-direita e atualmente líder nas pesquisas de opinião, uma boa chance de entrar no governo nacional menos de um ano depois que seu candidato perdeu uma eleição presidencial.

Reuters

 Reuters internacional