Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BAGDÁ (Reuters) - A comissão eleitoral do Iraque suspendeu todos os preparativos para eleições em janeiro, depois de o vice-presidente iraquiano ter vetado parte de uma lei eleitoral que abriu caminho para a votação, disse um funcionário eleitoral na quarta-feira.
"Em decorrência do veto, decidimos suspender todas nossas atividades e trabalho enquanto aguardamos uma lei final, com um decreto presidencial, que determine a data exata da eleição", disse Hamdiya al-Hussaini à Reuters.
O vice-presidente sunita do Iraque anunciou na quarta-feira que vetou parte de uma lei eleitoral porque esta não reserva vagas para iraquianos vivendo fora do país. Seu veto lançou novas dúvidas sobre os planos para realizar eleições gerais em janeiro.
Qualquer adiamento do pleito, planejado para acontecer entre 18 e 23 de janeiro, pode afetar os planos dos EUA de encerrar suas operações de combate no país no próximo ano, antes da retirada completa de suas forças prevista para o final de 2011.
(Reportagem de Ahmed Rasheed)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters