Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Hamid Ould Ahmed

ARGEL (Reuters) - A companhia aérea privada espanhola Swiftair disse nesta quinta-feira que perdeu o contato com um de seus aviões operado pela Air Algerie, com 110 passageiros e 6 tripulantes a bordo, que ia de Ugadugu, em Burkina Fasso, no oeste da África, para a capital da Argélia, Argel.

A agência de notícias estatal argelina APS disse que as autoridades locais perderam contato com o voo AH 5017 uma hora depois de ele decolar de Burkina Fasso, embora outras autoridades tenham dado informações diferentes sobre o momento do desaparecimento, o que aumentou a confusão sobre o destino do avião e onde ele poderia estar.

De acordo com o ministro dos Transportes de Burkina Fasso, Jean Bertin Ouedrago, o voo da Air Algerie pediu para mudar de rota à 1h38 GMT (22h38 em Brasília) por causa de uma tempestade de areia. Um diplomata em Bamako, capital do Mali, afirmou que uma forte tempestade de areia se abateu durante a noite sobre o norte malinês, que fica na rota de voo do avião.

A companhia aérea assinalou em uma nota postada em seu website que o avião decolou de Burkina Fasso à 1h17, pelo horário local, e que deveria ter aterrissado em Argel às 5h10, horário local, mas não chegou a seu destino.

O avião é um McDonnell Douglas MD-83, segundo a empresa. A lista de passageiros da Air Algerie inclui 50 cidadãos franceses, segundo um representante da empresa em Burkina Fasso. O ministro dos Transportes da França, Frédéric Cuvillier, confirmou que provavelmente havia muitos passageiros franceses a bordo.

Em meio à confusão sobre o momento do desaparecimento, uma autoridade da aviação civil argelina informou que o último contato com o avião foi à 1h55 GMT (22h55 em Brasília), quando sobrevoava a cidade de Gao, no Mali. Mas autoridades da aviação em Burkina Fasso afirmaram ter passado o controle do avião para a torre de Niamey, no Níger, à 1h38 GMT. Elas disseram ter perdido o contato com o aparelho logo depois das 3h30 GMT.

O diretor da Agência Nacional da Aviação Civil do Mali, Issa Saly Maiga, informou que uma operação de busca do avião estava em andamento.

"Nós não sabemos se o avião está em território malinês", disse ele à Reuters. "Autoridades da aviação estão sendo mobilizadas em todos os países relacionados ao caso: Burkina Fasso, Mali, Níger, Argélia e mesmo a Espanha.'

(Reportagem adicional de Patrick Markey, Daniel Flynn, David Lewis, Julien Toyer e Tracy Ricinski)

Reuters