Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

ORLANDO, EUA (Reuters) - Uma ex-astronauta da Nasa, acusada de atacar e tentar sequestrar a atual parceira de seu antigo namorado, foi considerada culpada e condenada a dois dias de prisão seguido de um ano em liberdade condicional nesta terça-feira.
Lisa Nowak foi presa em 5 de fevereiro de 2007 após ser acusada pela polícia de dirigir mais de 1.600 quilômetros de Houston ao Aeroporto Internacional de Orlando, se disfarçar e agredir Colleen Shipman, então capitã da Força Aérea dos EUA.
A polícia afirmou que Nowak admitiu que usava fraldas no carro para que não tivesse que fazer muitas paradas no caminho.
Antes da sentença, Shipman disse em lágrimas ao tribunal que acreditava ter escapado por pouco de ser morta, no que ela chamou de ataque maldoso na escuridão de um estacionamento.
"Acho que escapei de uma morte horrível naquela noite", disse Shipman, acrescentando que Nowak havia pesquisado como "desmembrar corpos" antes do ataque.
Shipman estava namorando o astronauta Bill Oefelein, com quem Nowak também tivera um relacionamento.
(Reportagem de Barbara Liston)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters