Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Variedades de maconha medicinal são vistas em West Hollywood, na Califórnia 18/10/2016 REUTERS/Mario Anzuoni

(reuters_tickers)

LIMA (Reuters) - O Congresso do Peru aprovou na quinta-feira um projeto de lei que autoriza a legalização do uso medicinal da maconha, seguindo passos de outros países da região que também deram o sinal verde para o consumo da substância para fins terapêuticos.

Com 68 votos a favor, 5 contra e 3 abstenções, o Congresso aprovou o projeto que autoriza a produção, importação e comercialização do óleo de maconha.

A iniciativa foi apresentada pelo governo há alguns meses, sensibilizado pelo pedido de um grupo de familiares de vítimas de epilepsia que sofrem de episódios de esquizofrenia, que fabricavam o óleo de cannabis em um laboratório clandestino descoberto em uma ação policial.

"Com a aprovação desta lei, milhares de pacientes e seus familiares passarão a ter uma esperança, uma melhor qualidade de vida", disse o parlamentar governista Alberto Belaunde, um dos defensores do projeto.

Belaunde disse que em no máximo 60 dias será publicado um projeto de regulação para a produção e comercialização fiscalizada do óleo de maconha, antes de entrar em vigência a lei para o uso deste insumo da cannabis que, segundo especialistas, pode ser utilizado em pacientes com câncer, epilepsia e mal de parkinson.

(Reportagem de Marco Aquino)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters