Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas condenou nesta segunda-feira os recentes testes de mísseis balísticos da Coreia do Norte, alertando que os lançamentos contribuem para o desenvolvimento de sistemas de lançamento de armas nucleares e aumentam consideravelmente as tensões.

A Coreia do Norte disparou um míssil balístico que caiu no mar perto da Rússia no domingo, em um lançamento que os Estados Unidos chamaram de mensagem à Coréia do Sul, dias depois que seu novo presidente assumiu o cargo comprometendo-se a envolver Pyongyang num diálogo.

Em uma declaração unânime, o conselho de 15 membros disse ser de vital importância que a Coreia do Norte mostre "sincero compromisso com a desnuclearização através de ações concretas e salientou a importância de trabalhar para reduzir as tensões".

"Para esse fim, o Conselho de Segurança exigiu que a República Popular Democrática da Coreia não realize mais testes nucleares e de mísseis balísticos", disse o conselho, acrescentando que está pronto para impor novas sanções ao país.

A declaração também condenou o lançamento de um míssil balístico de 28 de abril por Pyongyang.

Após esse lançamento, Washington iniciou negociações com a China, aliada da Coreia do Norte, sobre possíveis novas sanções da ONU. Tradicionalmente, os EUA e a China negociam novas medidas antes de envolver os demais membros do conselho.

(Reportagem de Michelle Nichols)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters