Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Embaixador da Coreia do Norte na ONU, Han Tae Song, durante entrevista com a Reuters em Genebra, na Suíça 20/06/2017 REUTERS/Pierre Albouy

(reuters_tickers)

GENEBRA (Reuters) - A Coreia do Norte acusou os Estados Unidos nesta terça-feira de conduzirem a península coreana a "um nível extremo de explosão", e disse ser justificado responder com "contramedidas duras".

Han Tae Song, embaixador da Coreia do Norte na ONU em Genebra, não se referiu diretamente ao mais recente lançamento por seu país de um míssil balístico que atravessou o território do Japão, nesta terça-feira (horário local).

"Agora que os Estados Unidos declararam abertamente sua intenção hostil contra a República Popular Democrática da Coreia, travando agressivos exercícios militares conjuntos apesar de repetidos avisos, meu país tem toda razão em responder com duras contramedidas, como um exercício de seu direito de autodefesa", disse Han à Conferência de Desarmamento da ONU.

"E os Estados Unidos devem ser inteiramente responsáveis pelas consequências catastróficas que elas implicarão".

(Reportagem de Stephanie Nebehay)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters