Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Líder norte-coreano, Kim Jong Un, assiste lançamento de míssil Hwasong-12 em foto divulgada pela agência de notícias oficial da Coreia do Norte, KCNA 16/09/2017 KCNA via REUTERS

(reuters_tickers)

Por Christine Kim e Steve Holland

SEUL/NOVA YORK (Reuters) - A Coreia do Norte disse nesta sexta-feira que pode testar uma bomba de hidrogênio sobre o oceano Pacífico, depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se comprometeu a destruir o recluso país, e o líder norte-coreano, Kim Jong Un, prometeu fazer com que Trump pague caro por suas ameaças.

Kim não especificou qual ação tomaria contra os Estados Unidos ou Trump, com quem tem trocado insultos nas últimas semanas. Desta vez, Kim chamou Trump de "perturbado".

O ministro de Relações Exteriores de Kim, Ri Yong Ho, disse em comentários televisionados que a Coreia do Norte irá considerar o teste de uma bomba de hidrogênio de escala sem precedentes sobre o oceano Pacífico.

Ri, que estava falando com repórteres em Nova York antes de um pronunciamento planejado para essa semana, também disse que não conhece os pensamentos exatos de Kim.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters