Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MOSCOU (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acendeu o "pavio da guerra" com a Coreia do Norte, e seu país será obrigado a pagar com uma "chuva de fogo", disse o ministro das Relações Exteriores norte-coreano nesta quarta-feira, segundo citação de uma agência de notícias russa.

As tensões entre a Coreia do Norte e os EUA aumentaram nas últimas semanas devido aos programas nuclear e de mísseis de Pyongyang.

O regime testou vários mísseis e realizou o que disse ter sido uma explosão de teste de uma bomba de hidrogênio em busca do objetivo de desenvolver um míssil com uma ogiva nuclear capaz de atingir o território continental dos EUA.

Falando à agência de notícias russa Tass, o chanceler norte-coreano, Ri Yong Ho, disse que o programa nuclear de seu país garante a paz e a segurança da região e que não será tema de discussões.

"Com sua declaração belicosa e insana nas Nações Unidas, Trump, pode-se dizer, acendeu o pavio da guerra contra nós", afirmou Ri, de acordo com a Tass.

"Precisamos acertar a conta final, só que com uma chuva de fogo, não palavras".

Ri já havia chamado Trump de "Presidente do Mal", e seus comentários devem atiçar uma guerra de palavras entre o norte-americano e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un. 

"Quase chegamos ao ponto definitivo de nossa jornada rumo a nosso objetivo final – alcançar um verdadeiro equilíbrio de poder com os Estados Unidos", afirmou.

"Nossa posição principal é que jamais concordaremos com qualquer conversa na qual nossas armas nucleares sejam tema de negociações".

(Por Jack Stubbs)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters