Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

SEUL (Reuters) - A Coreia do Norte anunciou na terça-feira que completou o reprocessamento de combustível usado em sua planta nuclear de Yongbyon, dando ao país mais material para produzir armas atômicas.
O anúncio vem num momento em que o recluso Estado comunista, abalado por novas sanções da Organização das Nações Unidas por conta de um teste nuclear realizado em maio, vinha sinalizando para o mundo exterior que pode retornar às negociações internacionais sobre seu programa nuclear.
"Finalizamos o reprocessamento de 8 mil barras de combustível usado até agosto. Tivemos conquistas substanciais em plutônio que pode ser usado em armas na extração", disse a KCNA.
Especialistas dizem que a Coreia do Norte pode ser capaz de produzir material suficiente para mais uma arma nuclear do reprocessamento na unidade de Yongbyon, que havia sido destruída sob um acordo em que o país trocaria o desarmamento por ajuda.
Especialistas afirmam que a Coreia do Norte já tem material suficiente para cerca de seis a oito armas nucleares.
(Reportagem de Yoo Choonsik, Jon Herskovitz e Christine Kim)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters