Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Homem que supostamente seria Kim Jong Nam, meio irmão do líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, durante embarque em aeroporto no Japão. 04/05/2001 REUTERS/Eriko Sugita/File Photo

(reuters_tickers)

KUALA LUMPUR (Reuters) - A embaixada da Coreia do Norte na Malásia disse nesta quarta-feira que os três suspeitos detidos em conexão com o assassinato de Kim Jong Nam, meio irmão do líder norte-coreano Kim Jong Un, devem ser imediatamente soltos.

Uma mulher vietnamita, outra indonésia e um homem norte-coreano foram "presos sem razão", disse a embaixada em comunicado divulgado à imprensa.

Kim Jong Nam foi morto no Aeroporto Internacional de Kuala Lumpur na semana passada enquanto se preparava para embarcar em um voo para Macau.

A polícia malaia disse que uma autoridade de alto escalão da embaixada da Coreia do Norte e um funcionário da companhia aérea estatal do país também eram procurados para serem interrogados sobre o assassinato.

(Reportagem de Rozanna Latiff)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters