Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Soldados levam corpos de vítimas de acidente aéreo em Mianmar. 08/06/2017 REUTERS/Soe Zeya Tun

(reuters_tickers)

YANGUN (Reuters) - Corpos e destroços de uma aeronave foram encontrados no litoral sul de Mianmar nesta quinta-feira por navios que buscavam os restos de um avião militar que desapareceu com 122 soldados, familiares e tripulantes a bordo.

Vinte e nove corpos, sendo 21 adultos e oito crianças, foram recuperados por navios civis e da Marinha a cerca de 35 quilômetros da cidade costeira de Launglon, disseram os militares em seu comunicado mais recente, publicado em sua página oficial do Facebook.

A busca com nove embarcações da Marinha, cinco aviões militares e dois helicópteros irá continuar com a ajuda de barcos civis, informa o comunicado.

A aeronave de transporte de fabricação chinesa Y-8-200F desapareceu na quarta-feira depois de partir da cidade litorânea de Myeik para um voo semanal com destino a Yangun, a maior cidade do país.

O avião perdeu contato 29 minutos depois de decolar e 18 mil pés acima do Mar de Andaman, cerca de 70 quilômetros a oeste da cidade de Dawei, informaram os militares.

Uma roda do avião, dois coletes salva-vidas e algumas sacolas com roupas, que se acredita serem da aeronave desaparecida, foram encontrados mais cedo.

Algumas manchas de óleo foram avistadas a cerca de 16 milhas náuticas de Dawei, segundo os militares.

Mais de 40 ambulâncias e dezenas de médicos e pessoal de emergência estão a caminho da cidade pesqueira de Sanlan, onde navios com os corpos devem chegar perto do meio-dia, disse Hla Thein, membro da equipe de emergência de um hospital.

O avião levava 122 passageiros, sendo eles 108 soldados e familiares e 14 tripulantes. Os militares disseram que entre os 108 passageiros havia 15 crianças, 58 adultos e 35 soldados.

Mianmar está na estação chuvosa, mas uma autoridade da aviação civil disse que o clima estava "normal", com boa visibilidade, quando o avião decolou.

A aeronave foi comprada em março de 2016, tinha um total de 809 horas de voo e carregava 2,4 toneladas de suprimentos, de acordo com os militares.

Apelidada de "camelo do ar" em chinês, a aeronave multifuncional foi aprovada para produção em 1980 e ainda é produzida pela Shaanxi Aircraft Corporation, uma unidade da estatal Aviation Industry Corp da China.

O avião de motores turbo com quatro pás é usado em países como a China e o Sudão. Acidentes aéreos envolvendo aviões civis e militares não são incomuns em Mianmar.

(Por Wa Lone e Shoon Naing; Reportagem adicional de Brenda Goh em Xangai)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters