Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Corrige digitação do nome Papadopoulos, que estava escrito com erro em alguns documentos do Departamento de Justiça dos EUA)

WASHINGTON (Reuters) - O ex-assessor da campanha de Donald Trump à Presidência dos Estados Unidos George Papadopoulos declarou ser culpado de ter feito falsos depoimentos a agentes do FBI, informou a agência responsável pela investigação nesta segunda-feira.

Papadopoulos é um advogado internacional do setor de energia que fez parte da equipe da campanha de Trump durante as eleições de 2016. Ele assumiu sua culpa no dia 5 de outubro, em um caso que teve o sigilo derrubado nesta segunda-feira, informou o escritório do assessor especial encarregado da investigação.

Com a confissão ele se torna o terceiro ex-assessor da campanha do presidente a enfrentar acusações criminais em uma mesma investigação.

(Reportagem de Doina Chiacu)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters