Navigation

Covid-19 mata 250 mil pessoas na América Latina em menos de 6 meses

Homenagem de familiares da enfermeira Clara Tovar, que morreu de Covid-19 Ciudad Juárez, México 18/8/2020 REUTERS/Jose Luis Gonzalez reuters_tickers
Este conteúdo foi publicado em 20. agosto 2020 - 23:20

Por Daniela Desantis

(Reuters) - As mortes por coronavírus na América Latina, a região do mundo mais afetada pela pandemia, ultrapassaram a marca de 250 mil nesta quinta-feira, enquanto as taxas de contágio permanecem perto de máximas.

Os governos da América Latina e do Caribe reportaram 250.330 mortes e 6,45 milhões de casos desde o primeiro caso confirmado na região, em 26 de fevereiro. Ambos são os totais mais elevados do mundo para uma única região.

Na última semana, foram notificados, em média, mais de 3 mil óbitos por dia e cerca de 83 mil novos casos a cada 24 horas, no momento em que a maior parte da população abandonou as quarentenas com as quais se buscava evitar a propagação da doença.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.