ZAGREB (Reuters) - Milhares de croatas fizeram manifestações em Zagreb neste sábado, exigindo medidas mais duras contra violência doméstica e mais treinamento para funcionários de instituições estatais para ajudar a lidar com o problema.

O protesto foi motivado por um caso recente na ilha de Pag, no Mar Adriático, no qual um pai atirou seus quatro filhos por uma janela. As crianças, com três, cinco, sete e oito anos, sofreram vários ferimentos.

A manifestação foi organizada por meio do movimento de redes sociais #Spasime ("Salve-me"), que em apenas duas semanas reuniu mais de 45 mil apoiadores online.

"Queremos que a violência doméstica seja tratada como um ato criminal, não apenas como uma ofensa", disse um dos manifestantes.

Os manifestantes estão exigindo melhor educação nas escolas e mais treinamento para funcionários de instituições estatais para combater incidentes de violência. Eles também estão pedindo um sistema de assistência 24 horas por telefone para que as vítimas possam denunciar a violência.

"É evidente que as instituições estão falhando", disse Jelena Otasevic Babic, uma das principais organizadoras, à televisão pública. "As estatísticas são devastadoras para nossa sociedade".

(Por Igor Ilic)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.