Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Chanceler iraquiano Hoshiyar Zebari em reunião no Kuweit. 23/03/2014 REUTERS/Stephanie McGehee

(reuters_tickers)

BAGDÁ (Reuters) - Autoridades curdas vão participar das negociações para a formação de um novo governo do Iraque, disse nesta segunda-feira o ministro das Relações Exteriores que está deixando o cargo, sinalizando a possibilidade de uma aproximação dos curdos com o governo central.

Hoshiyar Zebari disse à Reuters que a decisão final dos curdos sobre participação ou não no novo governo seria tomada depois. O primeiro-ministro Nuri al-Maliki, que está deixando o cargo, esteve envolto em dispustas com os curdos em áreas como orçamento e petróleo.

Zebari disse que as forças curdas expulsaram os militantes do Estado Islâmico e recuperaram a maior represa do Iraque, com o apoio de ataques aéreos dos EUA próximos ao local.

Um porta-voz para a unidade antiterrorismo iraquiana disse nesta segunda-feira que as forças do Iraque planejavam um ataque na expectativa de retomar a cidade de Mosul, no norte do país, das mãos do Estado Islâmico.

"A nova tática de lançar um ataque rápido de surpresa se provou bem sucedida, e estamos determinados a continuar seguindo a nova tática de ataque com a ajuda da inteligência fornecida pelos norte-americanos", disse o porta-voz Sabah Nouri à Reuters.

"A próxima parada será Mosul."

(Reportagem de Ahmed Rasheed e Michael Georgy)

Reuters