Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

ANCARA (Reuters) - O presidente turco, Tayyip Erdogan, afirmou no domingo que a Turquia poderia realizar outro referendo sobre a restauração da pena de morte, enquanto ele se declarava vitorioso em uma votação que lhe dará novos e amplos poderes.

Dirigindo-se a uma multidão em Istambul, Erdogan disse que discutirá "imediatamente" a questão de trazer de volta a pena de morte com o primeiro-ministro, Binali Yildirim, e o líder da oposição nacionalista. Tal medida significaria o fim das negociações de adesão da Turquia à União Europeia.

Erdogan disse também que os votos a favor de mudanças constitucionais para substituir o sistema parlamentar da Turquia por uma presidência executiva ficaram em 51,5 por cento. Ele disse que todos devem respeitar a decisão da nação e acrescentou que a Turquia iria "mudar de marcha" no próximo período.

(Por Tuvan Gumrukcu)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters