Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Edward Snowden fala em videoconferência durante evento em universidade em Buenos Aires. 14/11/2016 REUTERS/Marcos Brindicci

(reuters_tickers)

MOSCOU (Reuters) - O ex-agente de inteligência dos Estados Unidos Edward Snowden recebeu permissão para permanecer na Rússia por mais três anos e estará apto, no ano que vem, a se candidatar à cidadania russa, disse seu advogado nesta quarta-feira, segundo a imprensa local. 

Autoridades russas informaram nesta quarta-feira terem estendido uma permissão de residência para Snowden, o qual recebeu asilo na Rússia após vazar informações confidenciais sobre operações de espionagem dos EUA.

A permissão agora é válida até 2020, disse seu advogado, Anatoly Kucherena, de acordo com a agência de notícias russa RIA.

“Efetivamente, ele agora tem fundamentação para receber cidadania no futuro, no curso de um certo período, considerando que sob a lei temos um período de residência em solo russo de não menos do que cinco anos (para estar apto a buscar cidadania)”, disse Kucherena, segundo a agência.

“Ele tem vivido em território russo há quase quatro anos, ele não violou a lei, não há queixas contra ele. Este é um dos motivos pelo qual sua permissão de residência foi estendida”, acrescentou.

(Reportagem de Alexander Winning)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters