Por David Morgan e Timothy Gardner

WASHINGTON (Reuters) - Um comitê da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos irá examinar uma reportagem de jornal dizendo que o FBI investigou se o presidente Donald Trump trabalhou em prol da Rússia e contra os interesses dos Estados Unidos, disse o presidente do painel dos Democratas no sábado.

O jornal The New York Times reportou que a investigação começou dias após Trump demitir James Comey como diretor do FBI em maio de 2017 e disse que investigadores da agência de contrainteligência tinham que considerar se as ações de Trump constituíam uma possível ameaça à segurança nacional.

Trump rejeitou a matéria do Times em entrevista na noite de sábado ao canal Fox News e atacou Comey e o FBI em meia dúzia de tweets.

O presidente do Comitê Judiciário da Câmara Jerrold Nadler afirmou que seu painel “tomará medidas para entender melhor as ações do presidente e a resposta do FBI a este comportamento” nas próximas semanas.

Ele disse ainda que legisladores procurariam proteger os investigadores dos “ataques cada vez mais desequilibrados” do presidente.

“Não há razão para duvidar da seriedade ou profissionalismo do FBI”, disse Nadler, um democrata de Nova York, em comunicado.

"Nós aprendemos com essa reportagem que, mesmo nos primeiros dias da administração Trump, o comportamento do presidente era tão errático e tão preocupante que o FBI se sentiu compelido a fazer o inédito - abrir uma investigação de contra-inteligência para um presidente em exercício", disse Nadler.

(Por Morgan e Timothy Gardner)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.