Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

JOHANNESBURGO (Reuters) - Um dinossauro enorme descoberto na África do Sul é de uma espécie até agora desconhecida que lança luz sobre a evolução das maiores criaturas que já caminharam sobre a Terra, disse um cientista na quarta-feira.
O paleontólogo Adam Yates, da Universidade Wits, de Johanesburgo, disse que o dinossauro "Aardonyx Celestae", de sete metros de comprimento, ocupou "uma posição muito importante na árvore familiar dos dinossauros."
"Este novo dinossauro está nos ajudando a completar e rever nossa visão de como os dinossauros verdadeiramente gigantescos começaram a surgir", disse ele a repórteres.
Yates disse que os resquícios fossilizados do gigante vegetariano que viveu no período Jurássico, 195 milhões de anos atrás, foram descobertos na cidade de Senekal, na província sul-africana de Free State, por um estudante, cinco anos atrás. Mas o fóssil apenas agora acaba de ser classificado como espécie distinta de dinossauro.
"O Aardonyx provavelmente caminhava sobre as patas traseiras, mas também podia andar de quatro. Tinha patas achatadas com garras grandes que carregavam o peso de seu corpo no lado interior da pata, além de coxas robustas para suportar seu peso," disse ele.
(Reportagem de Alison Raymond)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters