Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Christopher Johnson e Umaru Fofana

FREETOWN (Reuters) - Um deslizamento de terra deixou mais de 200 mortos nas redondezas da capital da Serra Leoa, Freetown, nesta segunda-feira, derrubando casas e deixando os moradores desesperados por notícias de familiares desaparecidos.

A Cruz Vermelha afirmou que 205 corpos foram levados para o necrotério central da cidade.

Muitas pessoas dormiam quando a montanha desabou, soterrando dezenas de casas, incluindo edifícios de dois andares, segundo testemunhas.

Debaixo de chuva, pessoas choravam observando uma encosta coberta de lama, onde antes havia dezenas de casas. Adama Kamara chorou quando descreveu uma tentativa fracassada de resgatar seu bebê de 7 semanas.

"Nós estávamos dentro de casa quando ouvimos o deslizamento de lama se aproximando. Tentei pegar meu bebê, mas a lama foi muito rápida", disse Kamara, que escapou com algumas lesões. Ela afirmou que não tinha certeza o que aconteceu com o marido.

Deslizamentos de terra e enchentes são comuns durante a temporada de chuvas na África Ocidental, onde o desmatamento e a falta de planejamento das cidades colocam moradores em risco.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters