Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um comboio de ajuda humanitária da Rússia com destino à Ucrânia passa por Yelets, na Rússia, nesta terça-feira. 12/08/2014 REUTERS/Maxim Shemetov

(reuters_tickers)

VARSÓVIA (Reuters) - A possibilidade de uma invasão militar da Rússia no leste da Ucrânia diminuiu depois que Moscou concordou em enviar um comboio de ajuda humanitária sob a proteção da Cruz Vermelha, disse o chanceler polonês, Radoslaw Sikorski, nesta terça-feira.

"Hoje estamos em uma situação um pouco melhor do que alguns dias atrás, quando parecia que havia uma ameaça de forçar a entrada de um comboio, com uma escolta armada, em território ucraniano", afirmou Sikorski à televisão polonesa.

"Hoje temos que reconhecer que as autoridades russas se comprometeram a dialogar com autoridades ucranianas e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha", completou Sikorski.

(Reportagem de Ann Koper)

Reuters