Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Imagem de vídeo mostra cordão policial em local de ataque com van em Barcelona 17/8/2017 REUTERS TV via REUTERS

(reuters_tickers)

MADRI (Reuters) - Dois homens presos após um ataque com uma van em Barcelona que matou 13 pessoas nesta quinta-feira estão ligados ao incidente, mas nenhum deles era o motorista do veículo, disse a polícia.

A polícia confirmou que outro homem que atropelou policiais em um posto de controle em Barcelona foi morto a tiros, mas acrescentou que não parece que este incidente esteja conectado com o ataque.

O motorista da van que atropelou pessoas na movimentada avenida Las Ramblas abandonou o veículo a pé e não parecia estar armado, disse uma autoridade policial catalã em entrevista coletiva.

De acordo com a polícia, um dos dois homens presos é marroquino e o outro é do enclave espanhol de Melilla, no norte da África. Eles foram presos em duas cidades diferentes da Catalunha, Ripoll e Alcanar.

Separadamente, a polícia disse que o ataque com a van parece estar ligado a uma explosão em uma casa em Alcanar nas primeiras horas da quinta-feira, na qual uma pessoa morreu e outra ficou ferida.

(Reportagem de Angus Berwick, Carlos Ruano e Carla Raffin)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters