Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

CAIRO (Reuters) - O Egito lançou uma nova rodada de ataques aéreos sobre a Líbia neste sábado, disseram fontes militares egípcias e uma testemunha ocular à Reuters, alvejando campos militares que afirmaram serem responsáveis por um ataque que matou dezenas de egípcios cristãos.

Na sexta-feira, caças egípcios atacaram o leste da Líbia horas após um tiroteiro que matou 29 pessoas e feriu 24 na província egípcia Minya, no sul do país, quando militantes mascarados atacaram veículos em rota a um monastério.

O Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pelo ataque, o mais recente dirigido à minoria cristã do Egito, cada vez mais ameaçada, após explosões em igrejas no mês passado que mataram mais de 45 pessoas, também reivindicadas pelo grupo.

O presidente Abdel Fattah al-Sisi afirmou na sexta-feira que ataques aéreos estavam atingindo campos militantes reponsáveis por planejar o ataque, e que o Egito não hesitaria em realizar mais ataques dentro e fora do país.

Duas fontes militares disseram à Reuters que três ataques aéreos adicionais foram lançados na manhã deste sábado na área de Derna, cidade onde as forças líbias do leste lideradas por um aliado próximo do Egito têm tentado ganhar controle de islamitas e outros adversários.

(Reportagem de Omar Fahmy)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters