Navigation

Em meio a escândalo de espionagem, Kerry diz que EUA e Alemanha são "amigos"

Este conteúdo foi publicado em 13. julho 2014 - 16:52

VIENA, 13 Jul (Reuters) - O secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, de pé ao lado do ministro de Relações Exteriores da Alemanha, destacou no domingo a importância estratégica das relações entre os dois países, que foram afetadas pelas novas acusações de espionagem dos EUA em Berlim.

"Deixe-me enfatizar que a relação entre os EUA e a Alemanha é estratégica", disse Kerry, em Viena. "Temos uma enorme cooperação política e somos grandes amigos".

Kerry, aparecendo ao lado de Frank-Walter Steinmeier, da Alemanha, não abordou o recente escândalo de espionagem, embora seu discurso tenha parecido se referir ao assunto.

"Vamos continuar a trabalhar juntos, com o mesmo espírito que demonstramos hoje, em uma discussão muito profunda", ele disse, acrescentando que desejava que a Alemanha seja bem sucedida na final da Copa do Mundo contra a Argentina, no domingo.

(Por Lesley Wroughton)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.