Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

NIAMEY, 23 Ago (Reuters) - Pelo menos 12 pessoas morreram e mais de 36 mil estão desabrigadas em Níger, devido a inundações causadas pelas fortes chuvas sazonais, segundo o governo.

Inundações são um problema anual recorrente no país do oeste africano, durante a estação das chuvas, quando rios e riachos transbordam, derrubam casas e destroem plantações, deixando as vítimas sem abrigo e criando escassez de alimentos no futuro.

"A precipitação intensa registrada em seis regiões causou inundações e sérios danos, divulgou o escritório do primeiro-ministro de Níger em um comunicado na sexta-feira. "Avaliações feitas pelos serviços de proteção civil descobriram 12 mortos".

O Escritório das Nações Unidas para Assuntos Humanitários (OCHA), citando números fornecidos pelo governo, disse que 36.441 pessoas perderam suas casas nas enchentes que começaram no dia 21 de agosto.

"As chuvas continuam e os danos podem requerer a mobilização de mais recursos em termos de alimentação emergencial e assistência não alimentar e barracas", disse o OCHA em um comunicado.

Níger, em grande parte um deserto, um dos mais recentes produtores de petróleo da África e um dos principais produtores de urânio, continua sendo um dos países menos desenvolvidos do mundo.

(Reportagem de Abdoulaye Massalaki)

Reuters