Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

QUITO (Reuters) - Equador e Colômbia retomaram oficialmente suas relações diplomáticas nesta segunda-feira com a chegada de seus representantes comerciais, embora a designação do embaixador dependerá do cumprimento dos acordos assinados, disse um diplomata equatoriano
Ambos os países deram passos importantes no restabelecimento de suas relações no último mês. Em março de 2008, as nações sul-americanas romperam os laços depois de uma incursão do Exército colombiano no território equatoriano para destruir uma base da guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).
"Com minha chegada a Bogotá se produz o restabelecimento das relações com a Colômbia. O passo seguinte, a nomeação de embaixadores, se dará no momento em que o roteiro for cumprido em todos os seus pontos", disse o representante de negócios do Equador para a Colômbia, Andrés Terán.
O diplomata acrescentou que sua função será defender os interesses de Quito na Colômbia e trabalhar para continuar normalizando os laços formais entre ambos os países.
O representante colombiano também chegou ao Equador para assumir o seu posto.
O presidente equatoriano, Rafael Correa, fez um apelo a seu homólogo colombiano, Álvaro Uribe, para que proteja militarmente seu lado da fronteira binacional de cerca de 600 quilômetros.
"Pedimos ao governo colombiano, pedirmos à irmã República da Colômbia que faça o respectivo esforço para cuidar de sua fronteira no sul", disse Correa durante um evento.
(Reportagem de Alexandra Valencia)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters