Reuters internacional

(Reuters) - Familiares e equipes de resgate procuraram desesperadamente no domingo por vítimas das inundações e deslizamentos de terra na Colômbia que deixaram ao menos 254 mortos, centenas de feridos e devastaram bairros inteiros.

Diversos rios transbordaram perto da cidade Mocoa, no sudoeste, nas primeiras horas de sábado, despejando água, lama e destroços nas ruas e dentro das casas enquanto os moradores dormiam.

Voluntários e bombeiros retiraram 82 corpos rio abaixo, na cidade de Villagarzon, e disseram que muitos corpos ainda estavam presos nos destroços.

“Nós tivemos que resgatá-los nós mesmos. Achamos que vamos encontrar mais”, disse o prefeito de Villagarzon, Jhon Ever Calderon, à Reuters.

Muitas famílias em Mocoa ficaram acordadas durante a noite procurando pelas vítimas em meio aos destroços, apesar da falta de eletricidade na cidade.

“Eu preciso saber onde elas estão, se estão feridas ou onde encontrá-las”, disse Maria Lilia Tisoy, de 37 anos, procurando nos destroços por suas duas filhas, uma grávida e uma neta de 4 anos.

Reuters

 Reuters internacional