Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Helicóptero participa de resgate em hospital no sul do Texas 31/8/2017 REUTERS/Mica Rosenberg

(reuters_tickers)

Por Peter Henderson e Mica Rosenberg

PORT ARTHUR (Reuters) - Soldados e policiais em helicópteros e caminhões especiais para terrenos alagados resgataram nesta quinta-feira milhares de texanos presos por enchentes do furacão Harvey, que matou dezenas de pessoas ao passar pela Costa do Golfo nesta semana.

Cerca de 779 mil texanos foram orientados a deixar suas casas e outros 980 mil saíram voluntariamente em meio a preocupações de que reservatórios e rios cheios podem produzir novas enchentes, de acordo com a secretária em exercício do Departamento de Segurança Nacional, Elaine Duke.

O Harvey chegou à costa no final da sexta-feira como o furacão mais poderoso a atingir o Texas em meio século, mas foi rebaixado para uma depressão tropical nesta quinta-feira, conforme seguia em direção ao interior.

    Jessica Richard, de 24 anos, disse ter aguardado passar a tempestade em sua casa em Port Arthur até a manhã desta quinta-feira, quando a água em sua rua atingiu a altura da cintura. Ela foi resgatada por um caminhão.

    “Toda minha família está salva, mesmo que alguns por um triz”, disse ela, acrescentando que seu sobrinho ficou preso durante a noite com diversos outros membros da família em um apartamento inundado. “Ele disse que havia cobras na água e aranhas subindo as paredes. Mas eles escaparam.”

Ao menos 38 pessoas morreram ou podem ter morrido em seis condados, incluindo Houston e arredores, de acordo com autoridades locais.

    No polo energético dos Estados Unidos, Houston, que foi paralisado pela tempestade nesta semana, bombeiros realizaram uma busca em quarteirões de casas para resgatar sobreviventes e recuperar corpos.

    Em Beaumont, Texas, cerca de 130 quilômetros a leste de Houston, médicos e enfermeiros retiraram cerca de 190 pessoas de um hospital que parou operações após a tempestade bloquear o serviço de água na cidade de quase 120 mil habitantes.

    O Condado de Orange, que faz fronteira com Beaumont, ordenou nesta quinta-feira que moradores remanescentes deixassem a área em meio a previsões de que o rio Neches irá transbordar na sexta-feira, ameaçando casas.

A leste de Rose City, Texas, uma fila de carros e caminhões passava por água na rodovia interestadual. Um comboio de voluntários civis do grupo “Cajun Navy”, que tem realizado resgates durante toda a semana, aguardava à medida que seu líder, Phil Drager, negociava com autoridades da Patrulha Rodoviária do Texas para parar o tráfego e permitir que o grupo usasse um aerobarco para uma missão de reconhecimento.

“Agora posso acrescentar o fechamento de uma importante rodovia interestadual ao meu currículo”, disse Drager.

Ryan House, de 44 anos, e sua mãe, Sally, de 79, viajaram até o Hospital Batista Beaumont para buscar remédios, somente para encontrar um processo completo de retirada.

“Eu tenho remédio suficiente somente para agora”, disse House, conforme virava e andava de volta ao seu carro na cidade.

Embora 32 mil pessoas da região tenham seguido para abrigos de emergência, a família House planejava continuar em casa.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters