Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Noel Randewich

SONOMA, Califórnia (Reuters) - Os fortes ventos previstos para este sábado na Califórnia devem alimentar os incêndios no estado norte-americano e desafiar o trabalho dos bombeiros contra as piores queimadas já registradas na região, que já resultaram na morte de 35 pessoas e forçaram a retirada de 90 mil habitantes de seus lares.

As chamas, que surgiram na noite do domingo passado no coração da região vinícola da Califórnia, ao norte de São Francisco, já destruíram aproximadamente 5.700 casas.

Um total de 17 incêndios, alguns deles resultados de chamas menores que se juntaram, consumiu 222 mil acres de florestas e campos em oito condados.

Na sexta-feira, equipes de solo conseguiram ganhar terreno contra as chamas e asseguraram que elas não chegariam à vegetação seca nos flancos dos incêndios, removendo assim materiais combustíveis próximos a regiões altamente povoadas, onde o calor e os ventos devem voltar durante o fim de semana.

Os ventos podem chegar a 90 quilômetros por hora neste sábado, com apenas 10 por cento de humidade.

O fogo atingiu fortemente a cidade de Santa Rosa, no condado de Sonoma, onde bairros inteiros foram reduzidos a cinzas, escombros e carros queimados.

(Reportagem adicional de Stephen Lam, Dan Whitcomb, Steve Gorman e Alex Dobuzinskis em Los Angeles; Sharon Bernstein em Sacramento; Gina Cherelus em Nova York, Brendan O'Brien em Milwaukee e Heather Somerville em San Francisco)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters