Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BAGDÁ (Reuters) - Um carro repleto de explosivos foi detonado nesta quinta-feira no sul de Bagdá, matando ao menos 51 pessoas e ferindo 55, disseram fontes médicas e de segurança, o ataque mais mortífero desse tipo no Iraque neste ano.        

O Estado Islâmico, que está na defensiva desde que perdeu o controle do leste de Mosul para uma ofensiva de militares iraquianos apoiados pelos Estados Unidos, assumiu a autoria do ataque em um comunicado publicado na internet.

À medida que cede territórios capturados em uma ofensiva de 2014 pelo norte e oeste do Iraque, o grupo ultrarradical vem intensificando os ataques a áreas do governo, particularmente na capital Bagdá.

Forças de segurança disseram que o veículo que explodiu nesta quinta-feira estava estacionado em uma rua movimentada cheia de garagens e lojas de carros usados em Hayy al-Shurta, bairro xiita no sudoeste da cidade.

O número de mortes pode aumentar, já que muitos dos feridos se encontram em estado grave, disse um médico.

A explosão é a segunda a atingir mercados de automóveis nesta semana, indicando que o grupo considera mais fácil deixar veículos com explosivos em locais onde centenas de outros estão estacionados.

(Reportagem de Maher Chmaytelli)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters