SANTIAGO (Reuters) - Um estudante chileno foi gravemente ferido por balas de ar comprimido nos dois olhos durante protestos no Chile e ficou quase completamente cego, no caso mais grave até agora de trauma ocular cometido pela polícia durante as manifestações que abalam o país há três semanas.

Organizações de direitos humanos e sindicatos de médicos têm feito alertas insistentes sobre o abuso policial no controle das manifestações, que deixou pelo menos 20 pessoas mortas e centenas de feridos.

O jovem de 21 anos foi internado no departamento de emergência da Clínica Santa María em Santiago na sexta-feira com ferimentos nos dois olhos "que causaram grave trauma ocular bilateral e visão nula desde a primeira avaliação", disse um comunicado do centro médico.

O estudante foi operado por oftalmologistas que "verificaram as lesões graves em ambos os olhos, com perda de visão no olho esquerdo e aguardando a evolução do olho direito", afirmou o texto.

Até o momento, a clínica não respondeu às perguntas da Reuters sobre o caso.

(Por Natalia Ramos)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.