Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Embaixadora dos EUA na ONU Nikki Haley fala em Nova York 27/3/2017 REUTERS/Shannon Stapleton

(reuters_tickers)

Por Michelle Nichols

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Estados Unidos, Reino Unido e França estão entre os quase 40 país que não irão se juntar a conversas sobre um tratado de banimento de armas nucleares que tem início nesta segunda-feira na Organização das Nações Unidas, disse a embaixadora norte-americana na ONU, Nikki Haley.

Haley afirmou a repórteres que os países que não participarão das negociações estão comprometidos com o Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares (TNP), efetivado em 1970 e que busca impedir a propagação de armas nucleares e tecnologias de armas.

“Não há nada que eu queira mais para minha família do que um mundo sem armas nucleares. Mas temos que ser realistas. Existe alguém que acredita que a Coreia do Norte irá concordar em banir armas nucleares?”, disse Haley a repórteres.

A Assembleia Geral da ONU adotou uma resolução em dezembro, em 113 votos a favor e 35 contra, com 13 abstenções, que decidiu “negociar um instrumento juridicamente vinculativo para proibir armas nucleares, levando à sua eliminação total”, e encorajou todos os Estados membros a participarem.

“Vocês irão ver que quase 40 países não estão na Assembleia Geral hoje”, disse Haley. “Neste dia e momento honestamente não podemos dizer que conseguimos proteger nosso povo ao permitir que atores ruins as tenham e aqueles de nós que são bons, tentando manter a paz e segurança, não as tenham”.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters