Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Patricia Zengerle e Manny Mogato
SEUL/MANILA (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fez um alerta enfático ao Irã na quinta-feira sobre as consequências do país não responder à oferta de um acordo nuclear e pode ter um pacote de medidas a serem adotadas "em semanas".
Mas o ministro do Exterior do Irã rejeitou a possibilidade de novas sanções, afirmando que o Ocidente aprendeu das "experiências fracassadas" do passado.
Na quarta-feira o Irã rejeitou um acordo para enviar urânio enriquecido ao exterior para maior processamento, desafiando Washington e seus aliados, que pediam a Teerã que aceitasse um acordo que visa adiar a potencial capacidade do Irã de construir bombas em pelo menos um ano.
O órgão nuclear da ONU, a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), disse que o Irã deve enviar cerca de 75 por cento de urânio de baixo teor de enriquecimento para a Rússia e a França, onde ele seria transformado em combustível para um reator localizado em Teerã e usado em pesquisas médicas.
"O Irã levou semanas e não mostrou disposição para dizer sim a essa proposta... então, como consequência, iniciamos discussões com nossos parceiros internacionais sobre a importância de haver consequências", disse Obama em entrevista coletiva conjunta com o presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, durante visita a Seul.
Obama disse que o Irã não receberá um tempo ilimitado, o que torne a questão nuclear iraniana parecida com a norte-coreana.
"Não vamos duplicar o que aconteceu com a Coreia do Norte, em que as negociações continuam para sempre sem que haja uma solução verdadeira na questão", disse Obama.
Em Manila, o ministro do Exterior do Irã, Manouchehr Mottaki, minimizou a possibilidade de a República Islâmica sofrer novas sanções.
"Sanções eram a literatura das décadas de 1960 e 1970", disse ele em entrevista coletiva. "Acho que eles são sábios o bastante para não repetir experiências fracassadas", acrescentou por meio de um intérprete. "É claro que isso depende deles."

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters