Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

WASHINGTON (Reuters) - O Departamento de Estado dos EUA condenou nesta quinta-feira a decisão do Tribunal Supremo de Justiça da Venezuela de assumir as funções da Assembleia Nacional como um "grave revés para a democracia na Venezuela".

O tribunal informou na noite de quarta-feira que assumiu o papel da Assembleia Nacional, em uma decisão que autoriza o presidente Nicolás Maduro a criar joint ventures de petróleo sem a aprovação do Congresso.

"Essa ruptura de normas democráticas e constitucionais prejudica muito as instituições democráticas da Venezuela e nega ao povo venezuelano o direito de moldar o futuro do país através de seus representantes eleitos", disse o porta-voz do Departamento de Estado Mark Toner em comunicado.

"Pedimos ao governo da Venezuela que permita que a Assembleia Nacional democraticamente eleita desempenhe suas funções constitucionais, faça eleições o mais rápido possível e liberte imediatamente todos os prisioneiros políticos."

(Reportagem de Yeganeh Torbati)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters