Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

WASHINGTON (Reuters) - O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos afirmou nesta segunda-feira ter identificado pela primeira vez o vírus influenza da pandemia de H1N1 em um rebanho de suínos criados para venda.
Os animais afetados foram identificados no estado de Indiana, disse o Departamento, citando que tanto os suínos como os seus tratadores recuperaram-se completamente do vírus.
"Uma vez que os suínos se recuperaram do vírus influenza estão seguros para a venda a abatedouros, assim, as instalações onde estão em Indiana continuam com suas práticas rotineiras de processamento", diz o comunicado.
Na semana passada, o Departamento informou que foi diagnosticado o vírus H1N1 em seis suínos que estavam na feira estadual de Minnesota, em setembro,
A nova cepa do vírus H1N1, que tem genes de humanos, aves e suínos, provavelmente circulou entre os animais sem ser detectada por pelo menos uma década antes de passar para humanos, segundo um especialista da Universidade do Arizona.
A gripe suína, comum em vários países em suínos para engorda, provoca febre e tosse nos animais, que normalmente se recuperam da doença. O vírus foi encontrado em vários rebanhos no Canadá.
O novo H1N1 que surgiu em março e foi declarado pandemia em junho, está circulando no mundo e já contaminou as pessoas na maioria dos estados norte-americanos.
(Reportagem de Christopher Doering)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters