Navigation

EUA impõem novas sanções à economia russa por crise na Ucrânia

Este conteúdo foi publicado em 16. julho 2014 - 21:56

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos impuseram nesta quarta-feira as sanções mais abrangentes do país até agora contra a economia da Rússia, incluindo as empresas Gazprombank e a Rosneft Oil, além de outros grandes bancos e companhias de energia e defesa.

Os norte-americanos também impuseram sanções a autoridades políticas, incluindo o vice-presidente da Duma, que é a câmara baixa da Rússia, o ministro para assuntos da Crimeia e um assessor do presidente russo, Vladimir Putin.

Washington tem aumentado constantemente as sanções financeiras contra a Rússia como resta pelo que consideram ser uma interferência de Moscou na vizinha Ucrânia.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.