Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Manifestantes balançam bandeiras da Venezuela durante protesto contra presidente do país, Nicolás Maduro, em Caracas 08/08/2017 REUTERS/Andres Martinez Casares

(reuters_tickers)

WASHINGTON (Reuters) - O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, impôs sanções a mais oito autoridades venezuelanas, incluindo um irmão do ex-presidente Hugo Chávez, devido ao envolvimento na criação de uma Assembleia Constituinte convocada pelo presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disseram autoridades norte-americanas.

As novas medidas anunciadas pelo Departamento do Tesouro irão congelar ativos das pessoas afetadas, além de proibi-las de viajar para os Estados Unidos e vetar norte-americanos de fazer qualquer tipo de negócio com elas.

Autoridades dos EUA disseram que essa nova rodada de sanções não inclui medidas contra o setor petroleiro da Venezuela.

Washington impôs sanções contra o próprio Maduro na semana passada, após tomar ação similar contra outras 13 autoridades venezuelanas em 26 de julho.

(Reportagem de Matt Spetalnick)

Reuters