Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Secretário de Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, durante audiência no Senado dos Estados Unidos, em Washington 26/07/2017 REUTERS/Eric Thayer

(reuters_tickers)

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos impuseram sanções nesta sexta-feira sobre seis subsidiárias de uma companhia essencial ao programa de mísseis balísticos do Irã, citando contínuas “ações provocativas”, como o lançamento de Teerã de um foguete capaz de colocar um satélite em órbita.

O Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Tesouro dos Estados Unidos impôs sanções sobre seis companhias iranianas pertencentes ou controladas pelo Shahid Hemmat Industrial Group. A ação habilita o governo dos EUA a bloquear qualquer propriedade da companhia sob sua jurisdição e impede cidadãos norte-americanos de realizarem negócios com as empresas.

“Estas sanções... destacam as profundas preocupações dos Estados Unidos com o contínuo desenvolvimento e testes de mísseis balísticos e outros comportamentos provocativos do Irã”, disse o secretário do Tesouro dos EUA, Steve Mnuchin, em comunicado.

“O governo dos EUA irá continuar a conter agressivamente a atividade do Irã relacionada a mísseis balísticos, seja um lançamento espacial provocativo... ou possível apoio a ataques de mísseis iemenitas houthi na Arábia Saudita, como ocorreu no fim de semana passado”, disse Mnuchin.

As seis unidades do Shahid Hemmat que foram alvos de sanções norte-americanas fabricam componentes de mísseis, armações aéreas de mísseis, motores de mísseis balísticos com propulsores de líquidos, sistemas de guia e controle. As unidades também realizam pesquisas e manutenções relacionadas a mísseis.

A ação do Tesouro foi anunciada somente horas após o Senado dos Estados Unidos votar quase unanimemente para impor novas sanções sobre Irã, Rússia e Coreia do Norte.

Reuters