Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos promoveram novos ataques aéreos a alvos do Estado Islâmico próximos a Arbil, a capital da região curda semiautônoma do Iraque, afirmou o comando central militar norte-americano neste domingo. 

Os ataques, promovidos por drones e caças dos Estados Unidos, tiveram como objetivo proteger as forças Peshmerga curdas que enfrentam militantes islâmicos perto de Arbil, local que abriga um consulado dos EUA e um centro de operações conjuntas entre Estados Unidos e Iraque, afirmou o comando central em comunicado. 

"Aproximadamente às 2h15 da manhã, aeronaves norte-americanas atingiram e destruíram um caminhão do Estado Islâmico que disparava contra forças curdas localizadas nas proximidades de Arbil", afirmou o comando central. Outros quatro ataques a caminhões armados e posições de artilharias se seguiram, disse a nota. 

O governo Obama começou na semana passada uma campanha de ataques aéreos e envio de ajuda humanitária por ar no norte do Iraque, onde militantes ameaçam minorias religiosas e a capital curda. Os ataques são os primeiros promovidos por Washington desde que o presidente Barack Obama ordenou a retirada das tropas norte-americanas do Iraque em 2011. 

O governo iraquiano disse neste domingo que os militantes, que têm lidado de maneira violenta com civis e membros das forças de segurança do Iraque desde que foram para o norte do país em junho, mataram pelo menos 500 membros da minoria Yazidi iraquiana, enterrando alguns vivos e pegando várias mulheres como escravas.

(Por Missy Ryan)

Reuters